Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
terça-feira, 25-06-2019
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksArtesgraficasetipograficas

Artes gráficas e tipográficas no início do século XXI

Artes gráficas e tipográficas no início do século XXI
                   

Os sítios e blogues disponíveis na Internet sobre este tópico são tão criativos e originais quanto seria de esperar, mas, pela quantidade de informação que disponibilizam, também muito instrutivos. São também muitos. Consulte, a título de exemplo os quatro blogues da autoria da especialista La Salete de Sousa que, já em 2009, os disponibilizava sob a forma de compilação de artigos de diferentes autores: Design de Comunicação, Glossário Tipográfico, Tipografia em Portugal e Tipografias.

Em Portugal destacamos, em primeiro lugar o Portal das Artes Gráficas, fundado por Rui Sebrosa e que se encontra há perto de 30 anos online, constitui uma referência no âmbito da indústria gráfica (com milhares de acessos mensais) oferecendo essencialmente informação e ferramentas úteis.

Tipografia, o sítio do especialista português Paulo Heitlinger (professor na Universidade do Algarve), provavelmente o sítio que mais informação sistematizada disponibiliza sobre artes gráficas e tipográficas, tanto de natureza prática, como técnica e teórica, incluindo um glossário e notas sobre história da tipografia. The Ressabiator, o sítio sobre design gráfico de Mário Moura, professor (de teoria da imagem, tipografia, book design) da Escola de Belas Artes do Porto.

Em outras línguas, nomeadamente em inglês, sugerimos os sítios Fonts sobre fontes tipográficas e tipos de letra e Identifont sobre identificação de fontes. Fontself é um sítio especializado em criação de fontes personalizadas em reconstrução.

Garabatitos, o blogue do designer gráfico chileno Juan Pablo de Gregório e Francisca Reis ensina-nos 15 dicas para seleccionar um tipo de letra e é a versão inglesa no blogue Typies.


As potencialidades criativas das artes gráficas na Internet são-nos propostas em múltiplas páginas, de entre as quais elegemos pela sua importância recorrente e vital, a relação alfabeto – design gráfico. Veja-se o blogue português Webcedário que alia o humor à crítica social ou o sítio Bembozoo , da autoria de Roberto de Vicq de Cumptich, construído com letras e pontuação Bembo (uma fonte tipográfica do século XV) que alia as artes gráficas à ilustração para os mais novos. O Visual dictionary, por seu turno, um projecto da autoria do designer Matthew Knight propõe a recolha e a partilha coletivas das letras e das palavras que nos rodeiam no mundo real.


Na nossa relação com o livro enquanto objecto físico, sabemos que à medida que o afeiçoámos, a ele nos fomos afeiçoando. Neste sentido, não podemos deixar de mencionar as páginas dos sítios que providenciam a conservação e o restauro de livros no nosso país, nomeadamente as do Instituto Português de Conservação e Restauro e as do portal comercial ProRestauro que lidera uma equipa de profissionais do sector.

Em língua portuguesa, dispomos de mais de 50 títulos online sobre conservação e restauro de livros, no sítio brasileiro CPBA - Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, projecto que reúne dezenas de arquivos, bibliotecas, museus e universidades brasileiros e que conta com o apoio do prestigiado CLIR- Council on Library and Information Resources, a conhecida instituição americana sem fins lucrativos que tem como a missão manter e melhorar o acesso à informação das gerações futuras.

As principais referências americanas nesta área são o sítio denominado CoOL: conservation online da Universidade de Standford, Califórnia, uma biblioteca de textos sobre restauro para bibliotecas, arquivos e museus que, entre muita outra informação, faculta um Dicionário de terminologia descritiva sobre encadernação e conservação de livros ; também a Biblioteca do Darmouth College, Hanover, EUA disponibiliza o Simple book repair manual, um útil conjunto de Perguntas frequentes sobre este tópico, bem como uma pequena resenha sobre como cuidar dos nossos livros

O do sítio da holandesa Kim Heijdenrijk, Kimbooktu, sobre objectos para amantes de livros, oferece também um pequeno manual para tratamento e conservação de livros.