Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
sábado, 15-06-2024
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksApoioEdicaoeTraducao

Linha de Apoio à Tradução e Edição (LATE)

Linha de Apoio à Tradução e Edição (LATE)


Quais as entidades que organizam e financiam a LATE?
A LATE é organizada, financiada e promovida conjuntamente pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) e pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua I.P. (Camões I.P.)

 
Qual o objetivo da LATE?
A LATE destina-se a promover a tradução e a edição no estrangeiro de obras escritas em língua portuguesa, por autores portugueses e por autores dos países africanos de língua portuguesa e de Timor-Leste.

 
Qual o valor do apoio concedido?
O apoio financeiro a conceder às editoras corresponde a uma percentagem dos custos de tradução e edição das obras. O valor é definido anualmente, em função das candidaturas recebidas.

 
Quem se pode candidatar à LATE?
Podem candidatar-se editoras estrangeiras e portuguesas. Não são elegíveis editoras brasileiras, uma vez que estas são objeto de uma linha de apoio específica: Linha de Apoio à Edição do Brasil.

 
Cada editora pode candidatar-se para apoio à tradução e edição de várias obras?
Sim.

 
Que obras são elegíveis?
São elegíveis obras de poesia, ficção, ensaio literário, teatro e literatura infantojuvenil. Obras maioritariamente ilustradas por ilustradores portugueses e obras de banda desenhada de autores portugueses não são elegíveis no âmbito da LATE, uma vez que são objeto de uma linha de apoio específica, a Linha de Apoio à Ilustração e BD.
 
 
A editora pode candidatar à LATE uma obra que já esteja publicada?
Não. As obras a candidatar não podem estar publicadas à data da candidatura, nem podem ser publicadas antes do anúncio dos resultados do apoio.


Qual o prazo para apresentação de candidaturas à LATE?
Termina a 31 de março o prazo para apresentação de candidaturas a cada edição anual da LATE. As candidaturas recebidas após o primeiro trimestre do ano só serão consideradas no processo do ano seguinte, desde que as datas de publicação da tradução sejam compatíveis.

 
Como é feita a avaliação das candidaturas?
A avaliação de candidaturas é feita por uma Comissão Técnica composta por elementos da DGLAB, do Camões I.P., e ainda por representantes da Associação Portuguesa de Escritores e da Associação de Lusitanistas, designados anualmente.

 
Quando são anunciados os resultados do programa?
Não existe uma data determinada. De acordo com a experiência de edições anteriores, os resultados deverão ser comunicados antes do final do mês de julho.


Qual o prazo para publicação das obras apoiadas?
Desde a data de anúncio dos resultados até ao final do ano seguinte.

 
Que documentos devem ser apresentados com a candidatura?
A candidatura integra obrigatoriamente os seguintes documentos:
– Formulário
– Contrato de direitos de autor (quando aplicável)
– Contrato de tradução (mencionando obrigatoriamente o custo da tradução)
– Curriculum vitæ do tradutor

 
Como devo apresentar a candidatura?
As candidaturas deverão, preferencialmente, ser submetidas através de correio eletrónico, para os endereços internacional@dglab.gov.pt (DGLAB) e balcaounico.ae@camoes.mne.pt (Camões, I.P.). Os documentos necessários à candidatura deverão ser enviados como anexos ao email, de preferência em formato PDF.

Em alternativa, a candidatura poderá ser submetida por via postal para:
DGLAB – Edifício da Torre do Tombo, Alameda da Universidade – 1649-010 Lisboa PORTUGAL
 e também para Camões, I.P. – Av. da Liberdade, 270 – 1250-149 Lisboa PORTUGAL.

 
Para mais informações, consulte a página da LATE – Linha de Apoio à Tradução e Edição.

Para esclarecimento de dúvidas, contacte-nos através do email: internacional@dglab.gov.pt