Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
terça-feira, 19-02-2019
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksPesquisaAutores1

Biografia

Biografia
                  

Fausto Lopo de Carvalho  
[Lisboa, 1923 - Lisboa, 1994]  

Ficcionista, ensaísta e jornalista. Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e diplomado em Pedagogia pela Faculdade de Letras da Universidade de Genebra e pelo então Instituto Jean Jacques Rousseau.

Director do Jornal do Comércio, de Lisboa, entre 1957 e 1972, tem colaboração dispersa e regular em diversas publicações como A Capital, Diário de Lisboa, Diário Popular, Diário de Notícias, Seara Nova, entre outros.

Tem estudos publicados nas revistas Portucale (1952) e Criança Portuguesa (1954).

Foi administrador-delegado de uma companhia de seguros, presidente interino, por um curto período, do Instituto Português do Livro e presidente da Associação Portuguesa de Escritores.

As motivações da sua ficção são de natureza conservadora, em consonância, aliás, com o estatuto de liberal abastado. Os seus romances actuam no território da crónica de costumes, radicando na tradição e na vivência da burguesia média-alta lisboeta. Reclama-se da «denúncia social», o que não naufraga na atenção à problemática existencial nem choca com o fino humor insinuado na abordagem das contradições da vida quotidiana no seu tempo. As últimas obras dão testemunho de uma escrita madura, ainda assim ágil e versátil, fruto, talvez, de um constante recurso aos dados da memória e de um hábil aproveitamento da vertente onírica daqueles.

Embora rejeite, como tantos dos seus pares, a primeira obra, por considerá-la «muito fraquinha», é-lhe justamente reconhecido um percurso estético-literário cumprido com escrúpulo e isenção.
in Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, Vol. V, Lisboa, 1998