Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
terça-feira, 19-02-2019
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksPesquisaAutores1

Biografia

Biografia
                  

Orlanda Amarílis  
[Santa Catarina, Santiago, Cabo Verde, 1924 - Lisboa, 2014]  

Contista, de seu nome todo Orlanda Amarílis Lopes Rodrigues Fernandes Ferreira, fez os estudos primários e secundários no Mindelo, Cabo Verde, estudos que completaria em Goa, para onde foi com o marido, o escritor Manuel Ferreira, e onde fez também o Curso do Magistério Primário. Já a viver em Portugal, depois de uma permanência de seis anos na Índia, cursaria Ciências Pedagógicas na Faculdade de Letras de Lisboa e completaria o curso de Inspectores do Ensino Básico.

Fez a sua estreia literária na revista Certeza (1944), a cujo grupo pertenceu e que foi a mais importante manifestação cultural caboverdiana pós-Claridade. Colaborou depois em várias revistas literárias e está representada em numerosas antologias em língua portuguesa e também em alemão, Frauen in der Dritten Welt (1986), e em inglês, Across the Atlantic: An Anthology of Cape Verdean Literature (Estados Unidos, 1988). Os seus contos foram já traduzidos também em russo, húngaro, holandês e italiano.

Estreou-se em livro com a colectânea Cais-do-Sodré té Salamansa (1974), e fez êxito a sua primeira incursão na literatura infantil em 1990. De colaboração com Maria Alberta Menéres, é também autora de dois livros de leituras para o primeiro ano de escolaridade (1987).

Promoveu a realização de um antigo projecto em que trabalhava o Prof. Manuel Ferreira, reeditando a colecção completa – hoje raríssima – da revista Mensagem da Casa dos Estudantes do Império.

Filha de Armando Napoleão Fernandes, o primeiro caboverdiano a elaborar um dicionário crioulo-português e parente de algumas das mais importantes figuras das últimas gerações literárias de Cabo Verde, os seus contos reflectem, por um lado, a saudade das suas Ilhas e, por outro, a odisseia da sempre renovada e carregada de nova esperança diáspora caboverdiana.
in Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, Vol. V, Lisboa, 1998