Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
sexta-feira, 15-11-2019
PT | EN
República Portuguesa-Cultura Homepage DGLAB

Skip Navigation LinksMaria-José-Moura-

Maria José Moura

Maria José Moura
Data :
02/11/2018

​Maria José Moura, responsável pela criação da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, morreu em Lisboa no dia 2 de novembro.


​Maria José Moura era considerada, por muitos, a "mãe" da Rede de Bibliotecas Municipais. As diversas homenagens que lhe foram feitas, em Portugal e no estrangeiro, reconheceram a mulher que serviu a causa das bibliotecas durante toda a vida. A DGLAB, organismo que sucedeu ao IPLB e DGLB, lamenta profundamente esta perda.

Maria José Moura era licenciada em Ciências Históricas e Filosóficas, com especialização no Curso de Bibliotecário Arquivista pela Universidade de Coimbra.
Foi Diretora dos Serviços de Documentação da Universidade de Lisboa até 1987.  

Em 1986, foi coordenadora e redatora do Relatório do Grupo de Trabalho nomeado pela Secretária de Estado da Cultura, com o objetivo de definir as bases de uma política nacional de leitura pública, e onde se apontavam as medidas imediatas de intervenção, bem como orientações conceptuais e programáticas sobre as bibliotecas a criar e que estiveram na génese da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

Durante longos anos, e até 2006 - data em que se aposentou -, foi Diretora de Serviços de Bibliotecas do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, a que se seguiu a Direção-Geral do Livro e das Bibliotecas, do Ministério da Cultura.

Foi,  simultaneamente, Coordenadora Geral do Projeto do Inventário do Património Cultural Móvel, Delegada Nacional do PGI/UNESCO, Vice-Presidente do Conselho Superior de Bibliotecas, responsável pelo National Focal Point – Telematic for Libraries Program e membro do Information Society Forum (Bruxelas). Integra a Comissão de Honra do Plano Nacional de Leitura.
Foi sócia fundadora da BAD, de que era Associada Honorária, e onde desempenhou as funções de Presidente da Direcção, Presidente da Assembleia Geral e, mais recentemente, de Vice-Presidente do CDN.

Integrou entretanto os Comités Permanentes da IFLA “ Public Libraries”  e “ Library Buildings and Equipment”.
Condecorada com a Ordem do Mérito, recebeu também (1998, Amesterdão) o Prémio Internacional do Livro, por proposta da IFLA.


Foto: Susana Lopes